quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Oração de Bons Desejos 3

Oração

Que o poder do olho seja teu,
Que o poder do elemento seja teu,
Poder do desejo de meu coração.

Que o poder da arrebentação seja teu,
Que o poder do aumento seja teu,
Poder da seiva de minha razão.

Que o poder do rei Cú Chulainn seja teu,
Que o poder do rei dos Tuatha De seja teu,
Poder do rei dos Fiann.
 
(Adaptado da Oração 284 do Carmina Gadelica).
  • As orações de Bons Desejos devem ser ditas sobre alguém, como uma bênção. Podem ser feitas em uma cerimônia de Casamento, Nascimento ou Nomeação de uma Criança, e pode ser acompanhada por um presente.

Oração de Bons Desejos 2

Paz

A paz das alegrias,
A paz das luzes,
A paz dos consolos.

A paz da Terra,
A paz do Mar,
A paz do Céu.

A paz das casas fadas
A paz da tranquilidade,
A paz da eternidade.
 
(Adaptado da Oração 300 do Carmina Gadelica).
  • As orações de Bons Desejos devem ser ditas sobre alguém, como uma bênção. Podem ser feitas em uma cerimônia de Casamento, Nascimento ou Nomeação de uma Criança, e pode ser acompanhada por um presente.

Oração de Bons Desejos 1


Bom Desejo

Teu seja o poder do rio,
Teu seja o poder do oceano,
O poder da vitória no campo.

Teu seja o poder do fogo,
Teu seja o poder do beithre,
O poder de uma forte rocha.

Teu seja o poder do elemento,
Teu seja o poder da tropa,
O poder do amor nas alturas.
 
(Adaptado da Oração 284 do Carmina Gadelica)
  • As orações de Bons Desejos devem ser ditas sobre alguém, como uma bênção. Podem ser feitas em uma cerimônia de Casamento, Nascimento ou Nomeação de uma Criança, e pode ser acompanhada por um presente. 

Oração para a Vitória


Oração para Vitória

Eu banho meu rosto,
Nos nove raios do Sol,
Como os Sidhe se banham,
No rico e fermentado leite.

Mel está em minha boca,
Carinho está em meu rosto,
O amor de Ogma pelos seus filhos,
Está no coração de toda a carne em mim.

Tudo que vejo, tudo que escuto, tudo que me inspira seja Ogma para mim,
Para me satisfazer e me fortalecer,
Cegos, surdos e mudos, sempre, sempre serão,
Meus desprezadores e meus escarnecedores.

A língua de Ogma em minha cabeça,
A eloquência de Ogma em minha fala,
A compostura do vitorioso Filho de Elatha,
Sejam minha na presença da multidão.
 
(Adaptado da Oração 22 do Carmina Gadelica, Volume 1.)
  • Essa oração deve ser feita ao ar livre, quando você desejar vitória em alguma coisa. Deve-se também fazer uma oferenda à Ogma, podendo ser leite, mel, maçãs, flores amarelas, velas amarelas e brancas.

Oração para Lugh


O Iluminador das Estrelas

Observe o Iluminador das Estrelas,
Nas cristas das nuvens,
E os cantores do Montes,
Louvando-o.

Descendo com aclamação,
De Lugh Lámhfada acima,
Harpa e lira da canção,
Soando a Ele.

Lugh, Teu refúgio de meu amor
Por que não levantar a sua fama!
Os Sidhe e Bardos melodiosos,
Cantam a Ti.

Tu, filho de Eithne das graças,
De excedente pureza branca de beleza,
Alegria seria para mim, estar nos campos,
De Tua riqueza.

Oh Lugh meu amado,
Oh Samildánach de Todas as Artes,
De dia e de noite,
Eu te louvarei.
 
(Adaptado da Oração 16 do Carmina Gadelica, Vol. 1)
  • Esta é uma oração de louvor ao deus Lugh Lámhfada. Junto com ela, você pode fazer uma libação de leite, uma oferenda de maçãs, flores de camomila, um desenho ou alguma arte feita por você mesmo. Grãos de qualquer tipo também podem ser ofertados. As velas devem ser brancas, amarelas ou douradas, remetendo à sua natureza solar e brilhante, entretanto, também pode-se usar o azul, remetendo à sua natureza como criador de trovões.

Oração para a Jornada


A Bênção da Jornada
 
Abençoe para mim, Oh Manannán,
A terra debaixo de meus pés,
Abençoe para mim, Oh Manannán,
O caminho onde eu vou;
Abençoe para mim, Oh Manannán,
O objeto de meu desejo,
Tu Sempre de Sempre,
Abençoe para mim meu sono.
 
Abençoe para mim a coisa
Onde está minha mente,
Abençoe para mim a coisa
Onde está meu amor,
Abençoe para mim a coisa
Onde está minha esperança,
Oh Tu, Rei dos Reis,
Abençoe para mim meus olhos!
 
(Adaptado da Oração 271, do Carmina Gadelica)
  • Esta Oração é para ser feita quando você for em uma viagem, uma jornada, fazer um negócio, ou até mesmo para sair de casa. Faça uma Oferenda também à Manannán, que pode ser uma maçã, flores de camomila ou conchas do Mar.
 
 

Oração para a Refeição


A refeição

Dê nos, oh Dagda, a refeição da manhã,
O benefício do corpo, a estrutura da alma,
Dê nos, oh Dagda, o pão,
Suficiente para nossas necessidades quando a noite chegar.

Dê nos, oh Brigit, o espumante leite doce como mel,
A seiva e o leite das fragrantes fazendas,
E dê nos, oh Brigit, junto com sua graça,
Descanso em tua proteção.

Dê nos esta noite os grãos que deverão durar,
Dê nos esta noite a bebida que não nos fará mal,
Dê nos esta noite a abundância,
O Cálice de Brigit, a gentil.

Estejam conosco de dia, estejam conosco de noite,
Estejam conosco na luz, estejam conosco na escuridão,
Em nosso deitar, em nosso levantar,
Em nossa fala, nossa caminhada, em nossa oração.
 
(Adaptado da Oração 318 do Carmina Gadelica, Vol. 3)
  • Essa Oração é para ser feita antes da refeição. Uma parte da comida, a quantidade de uma colher, deve ser oferecida às Divindades.

Oração para o Trovão


Trovão

A voz da grande Cailleach,
Que bate com seu martelo na Terra.

(Adaptado da oração 302 do Carmina Gadelica, Volume III)
  • Esta Oração é para ser feita quando você vê/escutar um trovão. É uma forma de saudá-lo.  

Oração para a Lua Nova 2


A Lua Nova

Morrigu das batalhas,
Macha a Vermelha,
Badb que traz a Morte,
Pelo poder das Três em Um,

Se esta noite, oh Lua, nos achastes,
Em descanso pacífico e feliz,
Que sua luz banhada nos deixe,
Sete vezes ainda mais abençoados.
Oh Lua tão nobre,
Que assim seja,
Como as estações vem,
E as estações vão.
 
(Adaptado da oração 54 do Carmina Gadelica, Volume I)

  • Para a Lua Nova, junto com a oração, normalmente fazemos uma oferenda: pode ser uma libação de leite ou água, uma fruta (especialmente a maçã) ou uma moeda de prata, uma vez que, dá azar olhar a lua nova pela primeira vez sem ter um presente.

Oração para a Lua Nova 1


Lua Nova

Estou levantando minhas mãos a ti,
Estou curvando minha cabeça a ti,
Estou lhe dando meu amor,
Tu, gloriosa joia de todas as eras.

Estou levantando meu olho a ti,
Estou curvando minha cabeça a ti,
Estou lhe oferecendo meu amor,
Tu, lua nova de todas as eras.

(Oração 309 do Carmina Gadelica, Volume III)
  • Para a Lua Nova, junto com a oração, normalmente fazemos uma oferenda: pode ser uma libação de leite ou água, uma fruta (especialmente a maçã) ou uma moeda de prata, uma vez que, dá azar olhar a lua nova pela primeira vez sem ter um presente.

Oração para o Sol


O Sol

Viva a ti, tu Sol das estações,
Conforme tu atravessas o céu acima,
Teus passos são fortes na asa dos céus,
Tu que és a gloriosa mãe das estrelas.

Tu deita no destrutivo oceano,
Sem enfraquecimento e sem medo,
Tu nasce na pacífica crista da onda,
Como uma majestosa donzela em plena beleza.
 
(Oração 317 do Carmina Gadelica, Volume III)
  • Faça alguma libação de leite ou água para o Sol, uma fruta, essências ou flores amarelas.

Apagando a Lareira


Apagando a Lareira

Apagarei a lareira,
Como a amada Bright apagaria.
Que o nome sagrado da amada Bright,
Esteja na lareira, esteja no rebanho,
Esteja em toda a casa.
 
(Adaptado da Oração 324 do Carmina Gadelica, Vol. 3)
 
  •  Dentro das casas Celtas, nunca se devia apagar o fogo da lareira, apenas "colocar o fogo para dormir", o fogo no caso, sendo Brighit. O fogo da lareira era apenas extinto no festival de Beltane, onde era trazido para casa um carvão em brasa da fogueira principal da comunidade. Quando acordar, é função da dona de casa "acordar" o fogo, e quando dormir, "colocar o fogo para dormir". Caso você não tenha uma lareira, como muitos dos nossos praticantes hoje em dia, isso pode ser feito com uma vela branca, ou vermelha.  
     
 
 

Oração para a Noite 2


A Oração do Descanso

 
Abençoe tu, oh Bright, a moradia,
E cada pessoa que descansa aqui essa noite,
Abençoe tu, oh Bright, meus queridos,
No lugar onde eles descansam.

A noite que é essa noite,
E cada única noite.
O dia que é esse dia,
E cada único dia.
 
(Adaptado da Oração 338 do Carmina Gadelica, Vol. 3)
 
ü  Oração para ser dita quando você for dormir. Pode ser feita uma oferenda em seu altar para a divindade mencionada na Oração, ou sua divindade pessoal.
 

Oração para a Noite 1


A Oração do Descanso

Abençoe tu, oh Bright, a moradia,
E cada pessoa que descansa aqui essa noite,
Abençoe tu, oh Bright, meus queridos,
No lugar onde eles descansam.
A noite que é essa noite,
E cada única noite.
O dia que é esse dia,
E cada único dia.
 
(Adaptado da oração 338 do Carmina Gadelica, Volume III)

  • Oração para ser feita quando você for para cama. Você pode optar em fazer uma oferenda, agradecendo pelo seu dia também, de frente ao seu altar.

Oração da Manhã 2


Oração da Manhã

Graças a Ti, Cliodna Cendfind,
Quem me trouxe da noite passada,
Para a luz alegre desse dia,
Para viver a minha vida,
Através de sua proteção e seu amor.
Louvor a Ti, oh Deusa, para sempre,
Pelas bênçãos que tu me concede --
Minha comida, minha fala, meu trabalho e minha saúde.

E eu te peço,
Para proteger-me da mentira,
Para proteger-me de doenças,
Para me deixar salvo essa noite,
E me deixar alegre e agradecido,
Oh Deusa de Tir Tairnge,
Oh Deusa do Mar,
Dê-me sabedoria junto com sua Graça.

(Adaptado da oração do 41 Carmina Gadelica, Volume I)
 
ü  Oração para ser dita ao levantar-se da cama. Pode ser feita de frente ao seu altar pessoal, fazendo uma oferenda à sua divindade pessoal ou a divindade mencionada na Oração, no caso, Cliodna Cendfind.

Oração da Manhã 1


Oração
Graças a ti, Oh gentil Buí,
Que me levantou livremente do negro
E da escuridão da noite passada,
Para a agradável luz desse dia.

Louvores a ti, Oh Buí de todas as criaturas,
Conforme cada vida que tu derrama sobre mim,
Meu desejo, minha palavra, minha inteligência, minha honra,
Meu pensamento, meu ato, meu caminho, minha fama.

(Adaptado da oração 224 do Carmina Gadelica, Volume III)


ü  Oração para ser dita ao levantar-se da cama. Pode ser feita de frente ao seu altar pessoal, fazendo uma oferenda à sua divindade pessoal ou a divindade mencionada na Oração, no caso, Buí.