domingo, 10 de setembro de 2017

Os Dindshenchas em prosa: Hirasus

117. Hirasus

            Os quatro pássaros de Baile vieram assombrando Cairpre Lifechair até Ráith Cairpri. “Venha, venha!” diziam dois deles. “Eu vou, eu vou,” diziam os outros dois. Por sete vezes cinquenta noites os pássaros ficaram ridicularizando (?) ele, e não importava qual casa na Irlanda em que Cairpre estava, eles iam até ele. Estes pássaros eram os quatro beijos do Mac Óc[1]. Ele os transformou em quatro pássaros para que eles ficassem zombando dos nobres da Irlanda.


            Cairbre contou isso para seu feiticeiro chamado Bicne. “De que lado eles gritam (?) para ti?” perguntou o feiticeiro. “Entre eu e a alvorada,” disse Cairbre. Então, uma árvore de todas as florestas da Irlanda foi coletada pelo feiticeiro e ele estava incapaz de cantar feitiços sobre elas até uma árvore de Fid Frosmuine ser levada para ele. Ele cantou um feitiço sobre esta árvore e o herus (evônimo-da-europa[2]?) se ergueu sobre os bosques da Irlanda e deteve aqueles pássaros (em seus galhos), e desde então, Cairbre não foi mais zombado.

            Nobre e alto é o herus, ó Bicne, e este será o nome do lugar, Hér-herus, ‘alto herus’! A árvore foi deixada para seu sucessor, para que quando ele fosse incapaz de responder qualquer pergunta difícil para os homens da Irlanda, ele deveria dividir um pouco de seus frutos, grãos, leite, mastro[3] ou peixe. Por isso, Hirarus[4] é assim chamada.     

Fonte: STOKES, Whitley. “The Prose Tales from the Rennes Dindshenchas”, vol. 3. Disponível em: <http://www.ucd.ie/tlh/trans/ws.rc.16.001.t.text.html>. Acesso em: 23 de agosto de 2017.



[1] Óengus mac Óc, o filho de Dagda e Boann. (Nota de tradução).
[2] Uma espécie de planta europeia de nome científico Euonymus europaeus. (N.T.)
[3] Em botânica, é a designação dada aos frutos de algumas árvores, como a faia. (N.T.)
[4] John Minahane em seu livro “The Christian Druids: on the Filid or philosopher-poets of Ireland”, sugere que o lugar é a atual cidade de Oris, no Condado de Westmeath, mas não encontrei a localização dada por ele. (N.T.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário