domingo, 24 de setembro de 2017

O importuno Athirne e Midir de Brí Léith

Athirne Áilgessach ocus Mider Brí Léith
O importuno Athirne e Midir de Brí Léith[1]

            O homem mais inospitaleiro que já viveu na Irlanda foi Athirne, o Importuno, filho de Ferchertne. Ele foi até Midir de Brí Léith e roubou seus três grous da exclusão e inospitalidade, levando para sua casa por conta de sua mesquinhez e inospitalidade, para que nenhum homem da Irlanda visitasse sua casa esperando celebração ou entretenimento.


            “Tu não entrarás,” disse o primeiro grou. “Vá embora daqui,” disse seu companheiro. “Continue andando,” disse o terceiro grou.

            Daquele dia em diante, nenhum homem da Irlanda que via os grous entrava pela sua porta.

            Ele nunca comeria sua refeição onde alguém pudesse vê-lo. Então, ele pegou um porco assado e um odre de hidromel para comer sua refeição sozinho. Ele estava se preparando para sentar na frente do porco e do odre quando viu um homem vindo em sua direção.

            “Tu comerias isto sozinho!” disse o homem, tirando o porco e a garrafa dele.

            “Qual é o teu nome?” disse Athirne.

            “Não é bem conhecido,” disse o homem. “Sethor Ethor Othor Sele Dele Dreng Gerce mac Gerce Ger Gér Dír Dír, este é o meu nome.”

            Athirne não pôde compor uma sátira com aquele nome, e então, não conseguiu recuperar o porco. Pode ser que o homem tenha sido enviado por Deus para pegar o porco, pois Athirne parou de ser importuno a partir de então.

Fonte: The Ulster Cycle, “Athirne the Unsociable”, traduzido por Patrick (Paddy) Brown. Disponível em: <https://ulstercycle.wordpress.com/2009/11/07/athirne-the-unsociable/>. Acesso em: 23 de agosto de 2017.

Para acessar o arquivo em .pdf, clique aqui.



[1] Patrick Brown traduz o título apenas como “O importuno Athirne”, porém, acrescentei “e Midir de Brí Léith” já que faz parte do título original. (Nota de tradução) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário