domingo, 5 de março de 2017

Outra versão da origem do Lago Awe

Agradeço à Annie Loughlinn, do blog Tairis Tales, que teve a gentileza de compartilhar esse texto conosco do livro da Eleanor Hull, citado na fonte abaixo.

Fonte: HULL. “Legends and Traditions of the Cailleach Bheara or Old Woman (Hag) of Beare,” em Folklore, Vol. 38, n. 3 (Sep. 30, 1927), p252-253. Disponível em: < https://heelancoo.wordpress.com/2012/02/18/loch-awe-ii/>. Acesso em: 11 de fevereiro de 2017.

Lago Awe II

                A causa da criação do Lago Awe (em gaélico, Loch Odha) foi a vaca parda que Cailleach Bheur possuía.

               Essa vaca era tão bem cuidada pela Cailleach que nunca existiu um prado gramado ou um vale florido melhor que o que era reservado para o animal, mesmo se o lugar estivesse há uma centena de milhas distante.


               E para beber água, não havia na superfície da terra um poço ou fonte que era bom o suficiente para a vaca, exceto o poço das virtudes no cume de Ben Cruachan.

                Mesmo se o animal estivesse pastando em Mull de Kintyre, e não raramente isso acontecia, a Velha Senhora seguia todos os passos do caminho com ela até o cume de Ben Cruachan para lhe dar água.

                Foi em um dia quente que, cansada de seguir sua vaca, ela a amarrou ao lado do poço e se esticou para descansar do seu lado, e quando adormeceu, as águas transbordaram e retumbaram nas rochas, não parando até preencherem o vale vazio do Lago Awe.   

Nenhum comentário:

Postar um comentário