domingo, 26 de fevereiro de 2017

Gaeilge: Lição 10

Lição 10

Fonte: Erin’s Web - Learn Irish Gaelic. Disponível aqui: <http://www.erinsweb.com/gae_index.html>. © Bitesize Irish Gaelic Ltd. 2014, unless otherwise stated. All rights reserved.

Pronúncia

                Por hora, você já sabe pronunciar os amplos “c” e “g”. Estes sons ocorrem quando a vogal mais próxima na palavra é “a”, “o” ou “u”. Os sons, em geral, lembram aqueles das palavras inglesas “coal” e “go”. Em algumas palavras irlandesas, no entanto, um som semelhante ao som do (uh) segue o “c” ou o “g”. Os grupos “cao” e “caoi” causam este som.

                “Caol”, significando “magro, delgado”, é um exemplo.


                Para aprender sua pronúncia, primeiro diga a palavra inglesa “quail”.

                Perceba como os seus lábios se fecham para formar um som de “w”. Depois, tente sem fechar tanto os seus lábios, fazendo um som curto mais próximo do (uh) logo após o som do (k).

                Agora tente a palavra irlandesa “caol” (kay*l). Alargue os lábios para o som do (k), assim como você fez em “quail”, mas não feche os lábios quando fizer o som do (ay*). Pratique com: caoin (keen), chorar; caoga (kay*guh), cinquenta; Caoimhín (kee-VEEN), Kevin; caoch (KAY*-uhk*), cego. Perceba que o “ao” é pronunciado como (ay*), mas “aoi” é pronunciado como (ee).

                Para o “g”, muito do que foi dito acima serve. Os grupos “gao”, “gaoi”, “gae” e “gaoi” todos tem um suave som de (uh) entre o “g” e a vogal. Para aprender este som, primeiro pronuncie a palavra inglesa “Guam”, e perceba novamente como os seus lábios se fecham para formar o som do “w”. Depois, tente pronunciar sem fechar tanto os lábios após o (g).

                Depois, tente a palavra irlandesa “gaol” (gay*l). Alargue os lábios conforme você começa a pronunciar o “Guam”, mas não os feche tanto quando dizer o som do (ay*). Depois tente gaoth (gay*), vento; gaoithe (GEE-huh), ventoso; Gael (gay*l), gaélico; gaeilge (GAY*-lig-e), língua irlandesa.

Gramática

                O útil verbo “tá” serve para dizer onde alguém está ou como ele/ela está. Ele frequentemente responde a pergunta “Cá bhfuil_?” (kaw* vwil), Onde? Ou “Conas tá_?” (KUN-uhs taw*), Como está?”

                Para dizer que tipo de objeto algo é, precisamos empregar um verbo diferente: o is (é). (Nunca pronuncie este verbo como (iz); lembre-se que a língua irlandesa não tem o som de (z)).

Aprenda estes exemplos para dizer o que uma pessoa ou objeto é de uma categoria geral:

Is bosca é (is BOHSK-uh ay*), é uma caixa; isto é, é a categoria geral de todas as caixas
Is cat é (is kaht ay*), é um gato
Is Éireannach í (is AY*R-uh-nahk* ee), Ela é uma irlandesa, cidadã irlandesa

                O “is” normalmente indica um estado permanente, mas você pode usá-lo para estados que podem mudar lentamente, ou após um tempo, ou  para estados que já foram atingidos. Por exemplo:

Is cailín í (is kah-LEEN ee), ela é uma menina
Is scoláire tú (is skuh-LAW*-re too), você é um estudante
Is dochtúir Seán (is dohk*-TOO-ir shaw*n), John é um médico

                Os adjetivos podem fazer subclasses, como nestes exemplos:

Is bosca mór é (is BOHSK-uh MOHR ay*), é uma caixa grande
Is Éireannach óg mé (is AY*R-uh-nahk* OHG may*), eu sou um irlandês jovem
Is cailín deas tú (is kah-LEEN DAS too), você é uma menina linda
Is múinteoir maith Seán (is moo-in-TYOHR MAH shaw*n), John é um professor bom

                Uma forma de pergunta para ser respondida com o “is” é:

Céard é seo? (kay*rd ay* shuh), o que é isto?
Céard é sin? (kay*rd ay* shin), o que é aquilo?

                O uso correto do “is” (is) é tão importante quanto o uso correto do “tá”. A língua inglesa não tem os dois verbos para “to be” (ser/estar), então você terá que fazer alguns exercícios para se familiarizar com os verbos irlandeses.1 

Vocabulário

Substantivos masculinos

Arán, an t-arán (uh-RAW*N, un tuh-RAW*N), pão
Caife (KAH-fe), café
Bainne (BAHN-ye), leite
Cupán (ku-PAW*N), copo
Pláta (PLAW*-tuh), prato
Tar isteach (tahr ish-TYAHK*), entre
Cheana (HAN-uh), já

Substantivos femininos

Spunóg (spun-OHG), colher
Scian (SHKEE-uhn), faca
Léine (LAY*-ne), camisa
Glan (gluhn), limpo
Salach (suh-LAHK*), sujo
Suigh síos (si SHEE-uhs), senta
Téigh amach (tay* uh-MAHK*), saia, vá para fora

Diálogo

Máiréad (maw*-RAY*D): An bhfuil aon duine sa bhaile? (un vwil ay*n DIN-e suh VWAHL-e). Tem alguém em casa?

Pól (pohl): Tá mé anseo istigh (taw* may* un-SHUH ish-TEE). Tar isteach (tahr ish-TYAHK*). Estou aqui dentro. Entre.

Máiréad: Ó, tá tú ag foghlaim Gaeilge anois (oh, taw* too uh FOU-lim GAY*-lig-e uh-NISH). Céard é seo? (kay*rd ay* shuh). Ó, você está estudando irlandês agora. O que é isto?

Pól: Is cupán é. (is ku-PAW*N ay*). É um copo.

Máiréad: Tá mórán Ghaeilge agat cheana (taw* moh-RAW*N GAY*-lig-e uh-GUHT HAN-uh). Você já sabe bastante de irlandês.

Pól: Beagáinín gach lá (be-GAW*-neen gahk* law*). Um pouco a cada dia.

Notas de tradução

1. Conforme especificado, o verbo inglês “to be” pode significar tanto “ser” como “estar” na língua inglesa, ao contrário da língua irlandesa, que possui os verbos tá (estar) e (is) ser, tal como a língua portuguesa também.


Nenhum comentário:

Postar um comentário