domingo, 19 de fevereiro de 2017

A Cailleach e o 'culto do veado'

Fonte: MCKAY. “The Deer-Cult and the Deer-Goddess Cult of the Ancient Caledonians” em Folklore Volume 43, 1932, p161-162. Disponível em: < https://heelancoo.wordpress.com/2012/02/18/the-cailleach-and-the-deer-cult/>. Acesso em: 11 de fevereiro de 2017.  

Agradeço à Annie Loughlinn, do blog Tairis Tales, que teve a gentileza de compartilhar esse texto conosco do livro do McKay, citado na fonte acima.

A Cailleach e o ‘culto do veado’

(1) Ilha de Tiree. Na fazenda de Hianish ou Heynish, em Tiree, há um lugar chamado “Túmulo das Grandes Mulheres.” O nome pode meramente indicar que as sacerdotisas eram bem altas e é muito provável que sim. Mesmo assim, o nome sugere um grupo de tais sacerdotisas e que novamente, sugere um grupo de deusas, mas a evidência do nome não é forte o suficiente para ter muito peso.  


(2) Ilha de Eigg. É ainda chamada de “Eilean nam Ban Móra”, isto é, a Ilha das Grandes Mulheres. Um pequeno lago, com uma construção pré-histórica ou crannog construída nele, é chamado de “Loch nam Ban Móra”, isto é, o Lago das Grandes Mulheres. O crannog foi habitado por mulheres de tais proporções únicas que as pedras usadas para elas chegarem em sua casa foram colocadas tão separadas uma das outras que eram incapazes de ser usadas por qualquer outra pessoa. Assim diz uma tradição. Outra tradição conta que St. Donnan foi martirizado pela “Rainha Amazona” que reinava na ilha; a Rainha em questão pode dificilmente ser outra coisa que não seja a fusão de um grupo.

(3) Ilha de Mull. An Doideag Mhuileach, isto é, a Mull Doideag (singular), supõe-se que afundou, ou ajudou a afundar, a Armada Espanhola. Ela era bastante temida pelo seu poder de criar tempestades, e aparece em diversos contos. Em outros contos, as Na Doideagan Muileach, isto é, as Mull Doideag ou bruxas (plural) aparecem. Diz-se que os flocos de neve são as bruxas de Mull indo para um encontro de bruxas, e com isso, pode-se deduzir que as sacerdotisas da ilha vestiam branco.

(4) Jura. Supõe-se que o nome da ilha venha da língua nórdica, Dyr-ey, significando ‘Ilha do Veado’. Um grupo conhecido como as Sete Grandes Mulheres de Jura aparecem em dois contos de Campbell de Islay1, mas aparecem individualmente em outros dois de seus contos. A deusa individual também é chamada de Cailleach Mho’r nam Fiadh (A Imensa Velha do Veado). Ela é o único exemplo hébrida que eu conheço que é conectada com o veado. As outras deusas hébridas podem ter sido conectada também, mas não tenho evidências disso. Por outro lado, uma canção bem conhecida de outrora chamada Cailleach Liath Ratharsaidh (agora infelizmente conhecida como “Mrs. MacIeod of Raasay”) fala de três Cailleachs hébridas de Raasay, Rona e Sligachan, que eram afeiçoadas por peixes. Elas provavelmente eram deusas-peixe.

Notas de tradução

1. CAMPBELL, J. F. “Mac Iain Direach”, em Popular Tales of the West Highlands, volume 2. 1890. Disponível em: <http://www.sacred-texts.com/neu/celt/pt2/pt238.htm>. Acesso em: 11 de fevereiro de 2017.

Nenhum comentário:

Postar um comentário