quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Celebrando o Yule - Grian-stad a' gheamhraidh

Fonte: Site ‘Tairis’ – Celebrating Yule – Grian-stad a’ gheamhraidh. Disponível em: < http://www.tairis.co.uk/celebrations/celebrating-yule-grian-stad-a-gheamhraidh/>. All content by Annie Loughlin ©2015-2016. 

Celebrando o Yule – Grian-stad a’ gheamhraidh

                Dada à história complexa dessa época do ano – na Escócia, especialmente – o período do solstício de inverno tende a ser uma longa estação festiva com alguns dias especialmente importantes que tem certas tradições atreladas a eles.


                Uma vez que o Natal, caindo no dia 25 de dezembro, é tecnicamente a data “fixa” do solstício (ou era, historicamente), os costumes do Yule podem ser observados no Natal em si ou na data do solstício propriamente dito (ou seja, uma data móvel, quando o solstício realmente acontecer). Alguns politeístas gaélicos podem observar o solstício com suas próprias tradições – recebendo o retorno do sol fortalecido e o prolongamento dos dias que nos tirarão da escuridão e do frio – e depois celebram o Natal em um sentido secular, uma vez que podem querer participar das tradições nas quais eles foram criados (ou talvez, casados) com os seus amados. Outros podem preferir não celebrar o Natal – ou o solstício. Na minha família, nós celebramos o solstício no dia real de uma forma mais modesta (acendendo uma ou duas velas na janela, tendo um pequeno banquete e então saudando o sol na manhã), e depois, observamos o Natal como um dia secular compartilhado com a família e com os nossos amados. Entretanto, nosso foco principal para a celebração está no Hogmanay,  uma vez que é a ocasião mais festiva no calendário escocês, e é o dia em que coloco todas as minhas energias em termos de deixar a casa ‘arrumada’ (limpa, organizada e com tudo em ordem). A sua forma de celebrar pode variar, no entanto. Você pode querer ir com tudo para o solstício, ou para o Hogmanay, ou para ambos. É uma decisão inteiramente sua.

                Aqui, então, estão algumas ideias para celebrar o solstício de inverno, ou, o grian-stad a’ gheamhraidh:   

  • Limpe e organize a casa para que tudo fique em ordem, e certifique-se de que quaisquer itens que você tenha emprestado sejam devolvidos. Aproveite a oportunidade para consertar qualquer coisa da casa que precise de conserto (se puder) e certifique-se também de que seus armários estejam bem estocados.
  • Decore a casa com a vegetação da época – abetos, azevinhos, etc. Na noite do próprio solstício você pode colocar um pedaço de sorveira sobre o lintel para obter proteção (uma vez que esta é uma daquelas noites em que todo os tipos de espíritos maliciosos e malevolentes estão a solta). Em algumas partes da Escócia, alga marinha pode ser usada ao invés da sorveira! Nessa época do ano, há uma abundância delas na praia.
  • Consiga um kebbuck de Yule – um queijo especial temperado com sementes de alcaravia.
  • Faça alguns bannocks de Yule. Estes são tradicionalmente uma variação do de aveia (que faria uma mudança da cevada mais usual encontrada nas partes mais ao norte da Escócia), e eles são assados com uma cruz de braços iguais entalhados neles “para representar o retorno do sol”. É tradicional assá-los na noite anterior e dados a cada membro da casa que precisaria cuidar dos bannocks até o café da manhã do dia seguinte. Se o bannock de alguém quebrasse, era um mau sinal para o dono, que supostamente deveria estar cuidando do mesmo.
  • Quando começar a anoitecer na noite do solstício, o membro mais jovem da família pode acender uma vela que deverá ser colocada em uma janela (crianças muito pequenas podem precisar de ajuda para isso). Em nossa casa, meus dois filhos acendem uma vela para que não se sintam deixados de fora. Em algumas famílias, essa tradição pode cair especificamente para a filha mais nova.
  • Velas podem ser acesas para comemorar qualquer parente que morreu no ano passado.
  • As velas devem – idealmente – queimar até a manhã. Você pode ficar acordado e fazer uma vigília, se possível. Se não for possível deixar as velas queimando pela noite de forma segura, não deixe!
  • Além das velas, o bloc na Nollaig ou Cailleach Nollaig pode ser queimado no fogo. Esta é tradicionalmente uma grande tora (ou até mesmo um toco de árvore) que é especialmente trazido para dentro de casa. O objetivo é certificar-se de que ele continuará queimando a noite inteira até a alvorada; se o fogo apagar, isto era tido como um mau presságio para a família no ano seguinte.
  • Conseguir ver a lua nova no Yule é um presságio especialmente bom.
  • Durante a manhã, o chefe da família pode dar uma bênção para todos os presentes. Esta é uma bênção escocesa tradicional: “Bondade de Yule e comida de Yule/Que sigam você pelo ano!” – Isto é, Que tu possas ser abençoado com uma abundância de bondades e comida no ano seguinte.
  • Uma manhã fria e nevosa tradicionalmente indica uma agradável primavera por vir, enquanto que uma manhã agradável e verde indica um árduo inverno e primavera (isto, é claro, pode não ser aplicável em sua bioregião).
  • Quando sair para o ar livre para fazer presságios, você pode saudar o sol com uma oração tradicional.
  • Os bannocks e o queijo podem ser comidos como parte de um caloroso café da manhã.   

Nenhum comentário:

Postar um comentário