domingo, 10 de julho de 2016

Rito simples de oferta para o Dagda

                Eu fiz esse rito algumas semanas atrás e decidi trazer a forma como o realizei para vocês. É uma devoção bem simples, mas que fiz com muita piedade, com apenas algumas orações e oferendas para o Pai de Todos.

                Resumidamente, o Dagda é o deus principal da religião dos gaélicos. Ele controla o clima, as colheitas, tem poder sobre a terra e tudo o que cresce nela. É o senhor da fartura, da magia e da força. Se quiser conhecer mais sobre ele, clique aqui.


Ocasião: qualquer ocasião que você considere apropriada e que queira se comunicar com o Bom Deus.

Materiais e ofertas necessárias: eu usei uma vela vermelha (mas você também pode usar uma vela marrom, ambas são as cores dele – ou o branco mesmo) e um incenso de sua preferência. Para as oferendas eu usei uma maçã, um copo com água e um pouco de aveia, mas você pode usar as ofertas que considerar apropriadas (no link acima também tem mais sugestões de ofertas). 

Primeiramente, tome um banho e vistas roupas limpas, ou pelo menos lave as mãos. Acenda a vela e o incenso. Fique em uma posição confortável diante do altar e respire por alguns minutos para ajudar a relaxar. Quando estiver bem relaxado, erga o copo com água e diga a seguinte oração (ou uma oração/hino feita por você mesmo):

“Eu lhe chamo, ó Dagda, poderoso, bondoso,
Generoso, grande deus de muitos talentos,
Pai de filhos fortes e de bom coração,
Mestre de tesouros além da conta, seu caldeirão
Sempre cheio, suas árvores sempre pesadas com frutas doces.
Com sua harpa de carvalho você toca para trazer a terra
A uma nova vida ou a coloca no sono de inverno;
Em sua mão manejas a robusta clava com a qual você toma
Ou devolve vidas. Ó Dagda, deus de muitos nomes,
Tu que concede muitos dons, detentor do conhecimento
E portador da sabedoria, tu que faz maravilhas,
Defenda-nos em segurança, abençoe-nos com abundância.”

                Permita-se sentir a presença d’Ele por alguns instantes e então levante a maçã e diga algo parecido com “Aceite minha oferta, ó Dagda!”. Novamente, diga a seguinte oração (eu adaptei algumas coisas da original):

 “Louve o poder do Todo Habilidoso,
O bom deus, doador generoso,
Gentil guardião do Caldeirão Undry;
Todo-pai, guardião do povo, feiticeiro,
Harpista das estações, senhor de batalha;
Ele que ri obscenamente, bebedor intenso,
Deus astuto, amante de Morrigan,
Pai de Brigid, senhor do Brugh,
Belo deus, tu que controla o clima.
Ruadh Rofesa,
Eochaid Ollathair,
Aed Abaid de Assaroe.
Viva o Dagda!”

                Novamente, levante o recipiente com a aveia e diga “Aceite minha oferta, ó Pai de Todos!”. Relaxe mais alguns minutos e faça as suas orações pessoais; caso queira apenas homenageá-lo e fazer as oferendas, tire mais alguns minutos para ficar na companhia d’Ele. Quando sentir que é o suficiente, diga: “Agradeço sua companhia, Bom Deus. Vá se precisar, fique se desejar. Go raibh maith agaibh (obrigado)!”.


                Estas são as minhas fotos desse mesmo rito. Espero que tenham gostado e até a próxima. Slán leat! 

Foto por Leonni Moura.

Foto por Leonni Moura. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário