sexta-feira, 1 de julho de 2016

Os métricos Dindshenchas: Codal

Poema/história 76
Codal

1. Codal, qual a origem do nome? Não é difícil dizer. Um alto-rei governava Erin: seu nome era Eochaid Ollathair, e O Dagda era seu outro nome. Ele dividiu Erin entre os Tuatha Dé Danann. Ele deu Mag Fliuchross para seu filho Aed. Aed tinha um soldado e o colocou naquela terra, Codal do Peito Redondo, e ele tinha uma esposa muito bonita: Eachrad, a filha de Garann do Joelho Grande. Aed, o filho do Dagda, se apaixonou por ela e pediu para seu druida solicitar seus favores. A mulher respondeu que ela não trocaria seu marido pelo alto-rei de Erin. Aed é informado que a mulher o rejeita. Ele foi falar com o Dagda e lhe disse como tinha sido rejeitado pela filha de Garann, e declarou que nunca se sentiria bem até acasalar-se com ela. “Tome-a dele à força,” disse o Dagda. “Tenho receio de que os Tuatha Dé se levantem com tal ato, virem-se contra ti e um grande mal seja feito.” “Que venha o que tiver de acontecer,” disse o Dagda, “é melhor isso do que tu definhar pelo amor dela e nunca tê-la. Aprisione Codal,” disse ele, “e então, durma com sua esposa.” Isso então foi feito. Codal é aprisionado por Aed e sua esposa foi levada até Aed, que dormiu com ela. Eles levaram Codal com três vezes nove homens para vigiá-lo. A notícia então chegou para Garann, Danainn e Gorm, a filha de Danainn, e Sen, o filho de Sengann, quando eles estavam festejando na casa de Garann. Eles deixaram seus festejos e perseguiram Aed, pegaram sua casa e sua família foi assassinada, mas o próprio Aed escapou. Eles levaram a mulher com eles para Garann e seu filho Gruad. O Dagda reuniu sua família e seus filhos Aed, Cermait Caem, Aengus, o pai adotivo de Aengus, Midir, e Bodb Derg. Os parentes de Eogan de Inber surgiram para ajudar Garann e Codal, e a batalha estava iminente. Depois disso, eles fizeram paz na oferta de Elcmaire, o juiz. Essa era sua sentença: que a terra onde Codal foi injustiçado fosse dada a ele em reparação de sua honra e para compensação do mal que fizeram para ele, e, que ele nunca se vingasse de Aed. Foram dadas garantias a ele por isso e pela posse da terra, e eles partiram com esses termos. Foi daí que o nome de Codal foi dado à colina, pela razão de seu domínio sobre ela. Mas foi de Codlín, o filho de Codal e Echrad, que a outra colina obteve seu nome, do qual é dito o seguinte:


1. O filho do gigante Dagda deu seu desvantajoso e desavergonhado amor para a esposa de seu amigo Codal, Echrad do olhar sensual.

2. A fortaleza onde aquilo havia sido realizado caiu por Codal, hábil nos segredos da arte da lança; O perigo mortal de Aed e a ferida de Codal encontraram-se face a face.

3. “Deixe-me reduzir a grande morada a pó, ó rei das estrelas que circulam! E deixe meu nome ser dado à colina, Codal do bom nome e infligidor de feridas.”


Fonte: GWYNN, Edward J. The Metrical Dindshenchas: vol. 4. Disponível em: < http://www.ucc.ie/celt/published/T106500D/index.html>. Para verificar a versão em Gaoidhealg (Irlandês médio), disponível em < http://www.ucc.ie/celt/published/G106500D/index.html>. 

Para ter a versão em .pdf, clique aqui.       

Nenhum comentário:

Postar um comentário