quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Gaeilge: Lição 3


Lição 3

Fonte: Erin’s Web - Learn Irish Gaelic. Disponível aqui: <http://www.erinsweb.com/gae_index.html>. © Bitesize Irish Gaelic Ltd. 2014, unless otherwise stated. All rights reserved.

            Uma das características da língua irlandesa moderna escrita é a frequência da letra “h” após as consoantes nas palavras.

            Geralmente, o “h” não é em si pronunciado, mas ao invés disso, indica uma mudança na pronúncia da consoante a sua frente. Essa mudança, chamada de “aspiração”, ocorre em outras línguas também. No inglês, por exemplo, você sabe que a palavra “philosophy” é pronunciada com o som do “f”, e não com o do “p”. O “h” após o “p” te diz isso, como em “Philip” ou “triumph.”1 Um alemão também pronuncia “ach” diferente de “ac” ou “ak”, pois ele sabe que o “h” indica uma mudança que na língua irlandesa chamamos de “aspiração”.


            A aspiração é nada mais que um relaxamento da língua enquanto você diz uma consoante, de forma que o ar possa fluir da boca mais facilmente. A aspiração pode ocorrer em consoantes iniciais sob o efeito de palavras ou grupos de palavras precedentes, tais como em “meu” ou “no/na”. A aspiração também pode ocorrer no meio ou no final de uma palavra. Nós lhe daremos agora um “vocabulário de aspiração”, para que você possa ser capaz de pronunciar as consoantes aspiradas mais facilmente conforme lê-las.

            Quase todos os sons aspirados são similares aos sons ingleses, mas o som do “c” é um pouco diferente. Aprenda-os separadamente primeiro:

            Quando um “c” comum e não aspirado está próximo de “a”, “o” ou “u”, a pronúncia é como em “colcha” ou “cozinha”. Esse é o “c” aberto. Perceba que sua língua se levanta no fundo e toca o céu de sua boca para o som do “c”. Tente essas palavras irlandesas: cáil (kaw*l), cota (KOH-tuh), cúpla (KOOP-luh).

            Para fazer o som aspirado, pronuncie o “c” sem deixar a língua se levantar muito. Tente primeiro a palavra alemã “ach” primeiro. Então tente os sons aspirados em: lach (lahk*), loch (lohk*), dúchas (DOOK*-uhs).

            Depois, tente o som no início das palavras: cháil (k*aw*l), chóta (K*OH-tuh), chúpla (K*OOP-luh). Nós usaremos o símbolo (K*) para o som do “c” aberto e aspirado.

            Pronuncie o “c” próximo ao “e”, “i” ou antes de “ea” como o “q” em “quilo” ou “química”. Perceba que a parte de cima da língua toca o céu da boca mais que o som do “c” aberto. Tente essas palavras irlandesas: ceil (kel), cíos (kees), ceannaigh (KAN-ee).

            Para aspirar, diga o “c” sem deixar a língua tocar o céu da boca. O som será como um “y” inglês com um leve som de “h” antes disso; usaremos o (hy) como símbolo.

            Tente: cheil (hyel), chíos (hyees), cheannaigh (HYAN-ee). Em algumas partes da Irlanda, o som é mais parecido com o “r”.

            Agora aprenda esse vocabulário de aspiração: (Mo significa “meu” e aspira as nove consoantes aspiráveis após ela)

Béal, mo bhéal (bay*l, muh VAY*L), boca, minha boca.
Bád, mo bhád (baw*d, muh VWAW*D), barco, meu barco.

Cistin, mo chistin (KISH-tin, muh HYISH-tin), cozinha, minha cozinha.
Cóta, mo chóta (KOH-tuh, muh K*OH-tuh), casaco, meu casaco.

Deis, mo dheis (desh, muh YESH), oportunidade, minha oportunidade.
Dóthain, mo dhóthain (DOH-hin, muh GOH-hin), suficiente, suficiente para mim.

Fear, mo fhear (far, mar) homem, meu homem.
Fáinne, mo fháinne (FAW*-nye, MAW*nye), anel, meu anel.

Géag, mo ghéag (GAY*-ugh, muh YAY*-uhg), braço, meu braço.
Gairdín, mo ghairdín (gahr-DEEN, muh gahr-DEEN), jardim, meu jardim.

Mian, mo mhian (MEE-uhn, muh VEE-uhn), desejo, meu desejo.
Mála, mo mhála (MAW*-luh, muh VWAW*-luh), bolsa, minha bolsa.

Peata, mo pheata (PAT-uh, muh FAT-uh), animal de estimação, meu animal de estimação.
Póca, mo phóca (POH-kuh, muh FOH-kuh), bolso, meu bolso.

Séire, mo shéire (SHAY*-ruh, muh HAY*-ruh), janta, minha janta.
Sál, mo shál (saw*l, muh HAW*L), calcanhar, meu calcanhar.

Tír, mo thír (teer, muh HEER), país, meu país.
Talamh, mo thalamh (TAH-luhv, muh HAH-luvh), terra, minha terra.

Diálogo

            Após você ter aprendido essa conversa, volte novamente para ela para procurar exemplos de aspiração e ver como a pronúncia muda.

            Séamas SHAY*-muhs): Dia duit, a Nóra (DEE-uh git, uh NOH-ruh). Olá, Nóra.
            Nóra: Dia’s Muire duit, a Shéamais (DEE-uhs MWIR-uh git git, uh HAY*mish). Olá, Séamas.
            Séamas: Conas tá tú inniu? (KUN-uhs TAW* too in-YOO). Como você está hoje?
            Nóra: Tá mé go maith, agus conas tá tú féin? (TAW* may* goh MAH, AH-guhs KUN-uhs TAW* too fay*n). Estou bem, e como você está?
            Séamas: Tá mé go maith leis, ach níl mé ag obair anois (TAW* may* go MAH lesh, ahk* NEEL may* eg UH-bir uh-NISH). Estou bem também, mas não estou trabalhando agora.
            Nóra: Níl an aimsir go maith inniu (neel un EYEM-sheer goh MAH in-YOO). O tempo não está bom hoje.
            Séamas: Tá an ceart agat. Tá sé fuar anseo (taw* un KART uh-GUHT. Taw*shay* FOO-uhr uhn-SHUH FRESH-in). Você está certa. Está frio aqui também.
            Nóra: Níl an seomra te, pé scéal é (neel un SHOHM-ruh shuh te, pay* SHKAY*L ay*). O quarto não está quente, de qualquer forma.   

Notas de tradução
1. Essa aspiração não existe na língua portuguesa, por isso decidi manter as palavras originais em inglês. No entanto, alguns exemplos que os brasileiros conhecem, embora não pertençam à sua língua: Stephanie, Philipe, Philips (a marca) e Philco (a marca).

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário