domingo, 18 de janeiro de 2015

Boand



http://cycleireland.ie/wp-content/gallery/drogheda-boyne-valley-loop/river-boyne.jpg


Os métricos Dindshenchas

Poema 2: Boand I

1. Sid Nechtain é o nome dessa montanha,
A sepultura do muito perspicaz¹ filho de Labraid,
Da qual flui o imaculado rio
Cujo nome é Boand sempre cheio.

2. Quinze nomes, certeza de disputas,
Dados a esse rio, nós enumeramos,
Da distante Sid Nechtain
Até alcançar o paraíso de Adão.

3. Segais era o nome dela no Sid
Para ser cantado por ti em toda terra:
Rio de Segais² é o nome dela a partir daquele ponto
Até o Lago³ de Mochua, o clérigo.

4. Do poço do justo Mochua
Até os limites da grande planície de Meath,
O Braço da Esposa de Nuadu e sua Perna4 são
Os dois nobres e exaltados nomes.

5. Dos limites da agradável Meath
Até ela alcançar o piso verde do mar
Ela é chamada de o Grande Jugo de Prata
E a Branca Essência de Fedlimid5.

6. Tempestuosa Onda6 daí para frente
Até a ramosa7 Cualnge;
Rio de Aveleira Branca8, da austera9 Cualnge
Até o lago de Eochu das Sobrancelhas Ruivas.

7. Banna é o nome dela, a partir do imaculado Lago Neagh:
Teto do Oceano10 tão longe quanto à Escócia:
Ela é Lunnand na inocente Escócia –
Ou seu nome é Torrand, conforme seu significado.

8. Ela é chamada de Severn por toda a terra dos sonoros saxões,
Tibre na guarda dos romanos:
Depois disso, Rio Jordão no leste
E o vasto Rio Eufrates.

9. Rio Tigre no durável paraíso,
Ela é longa ao leste, um tempo de peregrinação
Do paraíso de volta novamente para cá
Aos córregos deste Sid.

10. Boand é seu agradável nome genérico
Do Sid até o quebra-mar¹¹;
Eu lembro do porquê de ser assim nomeada
A água da esposa do filho de Labraid.

11. Nechtain, filho do corajoso Labraid
Cuja esposa era Boand, eu comprovo;
Um poço secreto existia em seu lugar¹²,
Do qual jorrava todo tipo de mal misterioso.

12. Não existia ninguém que olhasse para seu fundo
Sem seus dois olhos brilhantes explodissem:
Se ele se movesse para a esquerda ou direita,
Ele não sairia de lá sem uma deformidade.

13. Por isso nenhum deles ousava se aproximar
Salvo Nechtain e seus copeiros:
- estes são seus nomes, famosos pelos seus atos brilhantes,
Flesc, Lam e Luam.

14. Um dia aqui veio a branca Boand
(seu nobre orgulho a elevou),
Para o poço, sem estar sedenta,
Para julgar seus poderes.

15. Conforme ela caminhou três vezes
Descuidadamente ao redor do poço,
Três ondas explodiram dele,
De onde veio a morte de Boand.

16. Veio cada onda contra um membro,
Elas desfiguraram a mulher de beleza suave;
Uma onda contra seu pé, uma onda contra seu olho perfeito,
A terceira onda estilhaçou sua mão.

17. Ela se apressou para o amor (era melhor para ela)
Para fugir de sua deformidade,
Para que assim ninguém visse sua mutilação;
A reprovação abateu-se nela.

18. Para todo lugar que a mulher ia
A fria água branca a seguia
Do Sid até o mar (a água não era fraca),
Por essa razão é chamada de Boand.

19. Boand, do seio da nossa poderosa margem do rio,
Foi a mãe do grande e agradável Oengus,
O filho que ela gerou para o Dagda – brilhante honra!
Apesar do homem deste Sid.

20. Ou, Boand é Bo e Find
A partir do encontro de dois córregos reais,
A água da brilhante Sliab Guaire
E o rio dos Sids lá.

21. Dabilla, o nome do cachorro fiel,
Que pertencia à esposa de Nechtain, grande e nobre,
O cachorrinho¹³ de Boand, a famosa,
Que a seguiu quando ela morria.

22. A corrente marinha o varreu para longe,
Tão longe quanto os penhascos de pedra;
E eles partiram-no em dois,
De forma que as partes foram nomeadas por isso.

23. Elas ficam a leste da ampla Breg,
As duas pedras nas águas azuis do lago:
Cnoc Dabilla é assim chamado daquele dia até hoje
Por conta do pequeno cachorro do Sid.

Poema 3: Boand II

1. Ó Maelsechlainn, filho de Domnall
Da família da filha de Comgall!
Eu lhe contaria, Ó príncipe de Meath!
O conto da branca e brilhante Boand.

2. Boand – uma bênção ao rio
Deu o nobre Cristo de forma ordenada;
Então ela, de vale em vale
É o rio Jordão de Erin.

3. Find Life, Find dos ferozes Gaileon14,
A partir da união de dois nomes,
A partir de seu encontro Mag Find é nomeada: -
Rápida Find Life e Mífind.

4. Um dos dois Finds, que ganha a vitória,
Flui para fora de Tara a partir do nordeste:
Lá na confluência ele se encontra
Com Boand da barriga branca.

5. Bo Guairi que flui para o leste
Através de Loch Munremair para fora de Tailtiu,
Bo Guairi é o nome do rio
Que é chamado de grande Banna.

6. Como existe Ordan e An
A partir dos quais o rio Jordão é assim chamado,
Então Boand é Bo e Find
A partir do encontro de duas águas nobres.

7. De lá do sul veio Boand
Esposa de Nechtain para o encontro amoroso
Para a casa de Elcmaire, senhor dos cavalos,
Um homem que deu à muitos um bom julgamento.

8. De lá veio por acaso o Dagda
Para a casa do famoso Elcmaire:
Ele importunou a mulher:
Ele a levou para o parto em um único dia.

9. Foi então que eles fizeram o sol ficar parado
Até o fim de nove meses – estranho é o conto –
Esquentando a nobre e fina grama
No teto do perfeito firmamento.

10. Então a mulher disse:
“Unir-me contigo, é este meu único desejo!”
“E Oengus será o nome do menino,”
Disso o Dagda, em nobre prudência.

11. Boand saiu de casa apressadamente
Para ver se podia chegar até o poço:
Ela tinha certeza de esconder sua culpa
Se conseguisse banhar-se nele.

12. Os três copeiros do druida
Flesc, Lesc e Luam,
Nechtain mac Namat colocou
Para vigiar seu nobre poço.

13. Até eles foi a gentil Boand
Em direção ao poço, é fato:
A forte fonte levantou-se sobre ela,
E finalmente a afogou.

14. Foi planejado contra o rio em cada praia
Por Maelmorda, vasto de riqueza,
Pelo gracioso filho de Murchad,
Que ele não chegaria à enseada nos navios.

15. A misericórdia de Deus foi mostrada
Em Leth Chuind por esse conselho,
De modo que este escapou da rápida noite de tristeza
Até você, Ó generoso Maelsechlainn!
      
Notas de tradução

1. Perspicaz. Original em inglês: keen, cuja palavra também pode significar “agudo” ou “penetrante”.
2. Rio de Segais. Original em irlandês: Sruth Segsa.
3. Lago. Original em inglês: pool, que originalmente significa “piscina”, no sentido de denotar um lago menor.
4. Braço da Esposa de Nuadu, Perna. Originais em irlandês: Rig mná Nuadat e Colptha, respectivamente.
5. Grande Jugo de Prata, Branca Essência de Fedlimid. Originais em irlandês: Mór-Chuing Argait e Smir Find Fedlimthi. “Essência” foi a tradução para marrow, que significa “tutano, medula ou âmago.”
6. Tempestuosa Onda. Original em irlandês: Trethnach-Tond.
7. Ramosa. Isto é, de muitos ramos, muitos galhos, que pode significar “muito arborizado”.
8. Rio da Aveleira Branca. Original em irlandês: Sruth Findchuill.
9. Austera. Original em ingles: stern. Essa palavra foi problemática para traduzir por se tratar de um adjetivo (severo, duro, austero) ou de um substantivo (popa, traseiro). Por se tratar de um lugar, o poeta também pode estar se referindo “à parte de trás de Cualnge”.
10. Teto do Oceano. Original em irlandês: Drumchla Dílenn.
11. Quebra-mar. Original em inglês: sea-wall. Pode significar quebra-mar ou paredão, isto é, uma estrutura rochosa que protege a terra contra o impacto das ondas.
12. Lugar. Original em inglês: stead. Outra palavra difícil de traduzir, pois por um lado, stead pode ser traduzido para “lugar”, e também, “serviço”, o que pode significar que o poço esteva à serviço de Nechtán.
13. Cachorrinho. Original em ingles: lap-dog. Lap-dog é um termo inglês que significa qualquer raça de cachorro que seja pequeno o suficiente para ficar no colo.  
14. Gaileon. Provavelmente, refere-se aos Fir Gailion. 


Fonte: GWYNN, Edward J. “The Metrical Dindshenchas”. Disponível em: <http://www.ucc.ie/celt/published/T106500C/index.html>.


Nenhum comentário:

Postar um comentário