domingo, 1 de setembro de 2013

Ética

17°. dia - Ética

 "Três coisas das quais nunca se desviar: seus deuses, seus juramentos e da verdade."
 "Honrar os Deuses, não fazer o mal e praticar a bravura." 

 Como é esperado que um RC/Druidista viva? Existem princípios? Há uma "versão céltica" das Máximas helênicas ou, por exemplo, das 42 Confissões egípcias? Em linhas gerais, não sabemos se existiu um texto céltico dizendo "faça isso ou não faça aquilo". Ao invés de um único texto sobre esses valores, sobre a nossa ética, chegaram até nós diversos textos conhecidos como "Textos de Sabedoria", onde normalmente um personagem famoso da mitologia dá conselhos sobre honra, verdade e justiça em geral.
 Nós como reconstrucionistas/druidistas, procuramos sempre seguir parte do que está nesses textos. Claro, que nem sempre devemos seguir a cabo tudo o que está escrito, e há uma infinidade de motivos para isso. Nesses textos, muitas vezes temos valores que hoje em dia seria inútil para nós, pois alguns deles contém "valores" extremamente misóginos. 
 A partir desses textos, como "O Textamento de Morann", "As Instruções de Cormac", "Os Dizeres de Flann Finna" e as "Tríades da Irlanda", para citar alguns, podemos tirar algumas informações que hoje seriam aplicáveis para nós. 
 A mitologia nos conta que se uma pessoa falhar em seguir tais virtudes contidas nesses textos, o resultado pode ser desastroso para toda a comunidade, e na sociedade irlandesa, se uma pessoa fizesse algo vergonhoso ou desonroso, sua família podia cortar ligações com ele, impedindo assim de ter uma pessoa "desonrosa" na família. As Instruções de Cormac nos diz que uma pessoa é um aurrad (homem livre, obediente à lei) "até que se prove o contrário", caso contrário, a pessoa é chamada de esinraic (desonrado, desgraçado) e é exilado da sociedade. 
 Concluindo, Annie Louglin nesse artigo, nos conta que a partir desses textos de sabedoria, podemos ver que alguns valores podem ser aplicáveis aos nossos dias, e basicamente, é o que todo aspirante a reconstrucionista/druidista deve ter. São eles:

  • Enech, "honra";
  • Febas, "excelência" (em termos de comportamento);
  • Gart, "generosidade, hospitalidade";
  • Gal, "valor";
  • Nert, "força, poder" (podendo se referir à uma força física ou moral);
  • Gaís, "sabedoria";
  • Breth, "julgamento";
  • Éolus, "conhecimento";
  • Mes, "discernimento";
  • Ecne, "iluminação, sabedoria";
  • Bés, "costume, manter o costume";
  • Fír, "verdade";
  • Ordan, "dignidade";
  • Tairisiu, "lealdade, fidelidade";
  •  Indracus, "honra, integridade, inocência (ausência de culpa)";
  • Córae, "fazer as coisas certas";
  • Súan, "moral, boa educação";
  • Subaltaige, "virtude";
  • Cert, "fazer as coisas certas, adequadas, apropriadas";
  • Díaninim, "sem máculas" (em um sentido moral). 

 E, para terminar, deixo aqui um texto das "Instruções de Cormac":

"(...) Não seja tão sábio, não seja tão tolo,
Não seja tão vaidoso, não seja tão tímido,
Não seja tão arrogante, não seja tão humilde,
Não seja tão loquaz, nem tão silencioso,
Não seja tão duro, nem tão fraco,
Se você for muito sábio, eles vão esperar muito de você
Se você for muito tolo, você será enganado
Se você for muito vaidoso, será visto como irritante
Se você for muito humilde, você estará sem honra
Se você for muito loquaz, você não terá muita atenção
Se você for muito silencioso, você não será estimado
Se você for muito duro, será quebrado
Se você for muito fraco, será esmagado."

Nenhum comentário:

Postar um comentário