terça-feira, 21 de agosto de 2012

Algumas orações

Tirado do livro 'Carmina Gadelica, Volume III'. O que está entre colchetes, são possíveis adaptações, mas nada impede que você faça as suas próprias. Boa leitura.
-

[224] Oração

Graças a ti, Oh gentil Cristo, [Lugh]
Que me levantou livremente do negro,
E da escuridão da noite passada,
Para a agradável luz desse dia.

Louvores a ti, Oh Deus de todas as criaturas, [Lugh]
Conforme cada vida que tu derrama sobre mim,
Meu desejo, minha palavra, minha inteligência, minha honra,
Meu pensamento, meu ato, meu caminho, minha fama.

[271] A Bênção da Jornada

   O recitador, Dugall MacAulay, caseiro, Hacleit, Benbecula, disse que ele sempre recita essa pequena oração para ele mesmo, ‘fo m’anail’, ‘sob minha respiração’, quando ele vai em uma jornada, seja qual for a distância, seja qual for o assunto que ele vai tratar.

Abençoe para mim, Oh Deus, [Manannán]
A terra debaixo de meus pés,
Abençoe para mim, Oh Deus, [Manannán]
O caminho onde eu vou;
Abençoe para mim, Oh Deus, [Manannán]
O objeto de meu desejo,
Tu Sempre de Sempre,
Abençoe para mim meu sono.
Abençoe para mim a coisa
Onde está minha mente,
Abençoe para mim a coisa
Onde está meu amor,
Abençoe para mim a coisa
Onde está minha esperança,
Oh Tu, Rei dos Reis,
Abençoe para mim meus olhos!
[284] Bom Desejo

Teu seja o poder do rio,
Teu seja o poder do oceano,
O poder da vitória no campo.

Teu seja o poder do fogo,
Teu seja o poder do beithre, [Não encontrei a tradução para esta palavra]
O poder de uma forte rocha.

Teu seja o poder do elemento,
Teu seja o poder da tropa,
O poder do amor nas alturas.

[300] Paz

A paz das alegrias,
A paz das luzes,
A paz dos consolos.

(A estrofe a seguir é puramente cristã)
A paz das almas, [da Terra]
A paz dos céus, [do Mar]
A paz das virgens. [do Céu]

A paz das casas fadas
A paz da tranquilidade,
A paz da eternidade.

[302] Trovão

A voz do grande Deus, [Turenn/Dagda/Manannan]
E ninguém é grande, apenas Ele.

[309] Lua Nova

Estou levantando minhas mãos a ti,
Estou curvando minha cabeça a ti,
Estou lhe dando meu amor,
Tu, gloriosa joia de todas as eras.
Estou levantando meu olho a ti,
Estou curvando minha cabeça a ti,
Estou lhe oferecendo meu amor,
Tu, lua nova de todas as eras.

[317] O Sol
   De John MacNeill, caseiro, Buaile nam Bodach, Barra.

Viva a ti, tu Sol das estações,
Conforme tu atravessas o céu acima,
Teus passos são fortes na asa dos céus,
Tu que és a gloriosa mãe das estrelas.

(Note que nessa estrofe, o Sol é tratado como uma entidade feminina)
Tu deita no destrutivo oceano,
Sem enfraquecimento e sem medo,
Tu nasce na pacífica crista da onda,
Como uma majestosa donzela em plena beleza.

[324] Apagando a Lareira

('Smooring' ou 'Apagar' a Lareira, é uma prática comum entre os Gaélicos. Se você não tem uma, uma vela pode ser a substituta ou qualquer outro fogo que você tenha em seu altar.) 
Apagarei a lareira,
Como Brigit, a Mãe adotiva, apagaria. [Filha do Dagda]
Que o nome sagrado da Mãe adotiva, [Filha do Dagda]
Esteja na lareira, esteja no rebanho,
Esteja em toda a casa.


[338] A Oração do Descanso
Abençoe tu, oh Deus, a moradia, [Dagda]
E cada pessoa que descansa aqui essa noite,
Abençoe tu, oh Deus, meus queridos, [Dagda]
No lugar onde eles descansam.

A noite que é essa noite,
E cada única noite.
O dia que é esse dia,
E cada único dia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário