segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Espíritos da Natureza

Para falar desse tema nos 30 dias druídicos, vou citar alguns exemplos de espíritos da natureza das tradições irlandesas e escocêsas, como os Fir Darrig e as Dançarinas Alegres. Aproveitem.

Daoine Sidh
Muito ao contrário da típica visão de que são fofos e pequenos, os daoine sidhe (seres da colina) são seres majestosos e imponentes. Podem fazer qualquer coisa, pois eles são os velhos deuses da Irlanda. Foram reduzidos à simplesmente 'fadas' com a chegada do Cristianismo e partiram com a chegada dos Milesianos para as colinas ocas (os sidhes), onde arruinaram as plantações, as frutas e azedavam o leite deles. Fazendo um acordo, ambas as partes mantêm-se em paz. São os mestres do Fith Fath (transformação e invisibilidade) e jamais, jamais os subestime.

Tropas de Fadas
Menos aristrocratas que os Daoine Sidhe, as tropas de fadas, ou as fadas de procissões, conhecidas também como Shee og ou Macara Shee (ou por um nome local), podem ser vistos certas noites do ano nas estradas carregando diversas coisas e bandeiras, como o Manês Homem Hog, que carrega toda a sua casa nas costas. Dizem que não se deve atravessar seu caminho quando eles estiverem passando ou construir uma casa na rota deles. Um amadan (Fada Boba) pode ser encontrado entre as tropas irlandesas. Apesar de serem palhaços, eles jamais ridicularizam os humanos, desde que não se metam com eles. Todavia, seu golpe pode causar loucura e paralizar qualquer membro com apenas simples toques.
Dançarinos Alegres
As noites, é possível ver alguns dançarinos entre os círculos de cogumelo e megalíticos, assim como nas auroras, conhecido também como 'Luzes do Norte'. É muito tentador se juntar aos Fir Chlir (os Dançarinos) em suas festas, mas é estremamente perigoso, pois sua dança pode levar os humanos à morte ou a loucura, ou passar séculos no Outromundo como se fossem apenas únicas noites.

Fadas de Pedra
Podem parecer apenas pedras frias sussurrando melancólicos sussuros na luz do dia, mas quando a luz do luar bate nas pedras, as pedras se transformam em lindas donzelas, nuas ou vestidas de cinza ou branco, e dançam com liberdade ao redor de suas pedras, e quando a alvorada chega, elas voltam á sua forma original novamente.

Fomoirè
Os Fomoire são uma raça de fadas semi-aquáticas, conhecidos também como Pirates ou Demônios do Mar. Eles governavam a Irlanda até a chegada dos Tuatha De Danann, sob o reinado de Balor (o primeiro rei deles foi Cichol). São descritos como seres horrendos, com um único olho, uma única perna e um único braço, porém, alguns como Elatha, são descritos como muito belo. Outros Fomoirè notáveis foi a guerreira Lot que tinham quatro olhos em suas costas e bocas situadas em seus seios; e o outro, Searbhan, o metade-homem.


Fír Bolg
Os Fír Bolg (Homens do Saco) são uma raça de deuses que fugiram da Trácia, onde eram escravizados, e vieram para a Irlanda. Se juntaram aos temíveis Fomoire para lutar contra os Tuatha Dé Danann, mas foram derrotados antes do reinado de Balor. Depois da derrota, foram viver nos pântanos da Irlanda, onde se tornaram os sapos, ratos, minhocas e carniças.

Changeling
Algumas fadas tem o hábito de roubar um bebê humano saudável e colocar em troca um bebê fada feio e doente. Às vezes, eles colocam no lugar um fada velho e feio que está apenas com o fith fath por algum tempo, mas depois revela-se sua verdadeira identidade. Na Irlanda, existiam diversos métodos para impedir que o bebê recém nascido fosse levado pelas fadas.


Stock
Os Stocks (trad. literalmente, 'bobo'), são adultos que foram levados para o mundo das fadas. Se não comerem, beberem ou dançaram com as fadas, sua saída de lá pode ser fácil, caso contrário, podem ficar lá para sempre, vivendo como parteiras, serventes e escravos. Eles desaparecem de suas camas sem deixar aviso. Caso sejam pessoas bonitas, os homens se tornam esposos de rainhas fadas e as mulheres se tornam esposas de reis fadas. O corpo físico da pessoa permanece imóvel na cama, similar ao estado de um morto. Para conhecer uma história desses casos, leia aqui.

Fir Darrig
Conhecidos também como Fer Dearg, Homem Vermelho ou Menino Rato, os Fir Darrig podem ser encontrados em variados locais com seus trapos de roupas extravagantes, como rios, de baixo de pontes, esgotos e lixeiras. Na Irlanda, eles entram mesmo sem ser convidado para dentro das casas e ficam com a família perto do fogo. Eles gostam de piadas incômodas, mas não são seres maliciosos. Ele gosta de conversar com humanos, especialmente se for pedir, porém deve-se ser cuidadoso quando falamos com eles, pois são especialmente contraditórios. Ele alega que já foi humano uma vez, preso no Outromundo, e te avisará do perigo de conversar com seres fadas. Ele também possui um Shillelag, uma vara de abrunheiro adornado com um crânio.


Urisk
O Urisk ou Ourisk, são estranhas criaturas que vagueam em rios silvestres e outros locais da Escócia. O Urisk não é um ser brincalhão ou perigoso, ele não quer nada além de uma simples conversa com os seres humanos. Quando eles vão entusiasmadamente ao encontro dos humanos para conversar, geralmente eles correm. Eles são similares aos Faunos gregos, e ficam sentados na beira de rios, sozinhos, ou conversando com alguma árvore gentil. É confundido com o Uirisg, porém, esse ser é mais desagradável e vive nas cachoeiras da Escócia.

Ghillie Dhu
Esse curioso ser valoriza a privacidade e não gosta de olhares intrusos. Seus hábitos e vestuário geralmente permite os se esconder entre as folhagens das árvores que frequentam. São extremamente cautelosos, podendo parecer até mesmo paranóia, quando se trata de humanos, considerando-nos intrusos indesejáveis. Caso se considere ameaçado por um ser humano, o Ghillie Dhu pode fazer as raízes e galhos das árvores se moverem e prender o ser humano, e uma vez que o homem está preso, o Ghillie Dhu foge. Em contraste, é dito que os Ghillie Dhu não prejudicam crianças humanas perdidas.

Fachan
Esta é uma desagradável criatura, tanto fisicamente quanto no comportamento. É também conhecido como Jack Perna de Pau, Direach ou Dithreach. Extremamente anti-social, os Fachans carregam em seu único braço, uma poderosa maça espinhosa. Ele possui uma única perna que pode corregarm incrivelmente rápido. É incerto dizer que ele é apenas um único indivíduo, ou se eles são vários. O Fachan é extreamemente feroz e está pronto para atacar os humanos sem muita provocação. Sua aparência é sugestiva da antiga memória de que os videntes Celtas ficavam de um pé só quando se conectavam com as forças do Outromundo. Eles possuem um colar de penas azuis ao redor do pescoço, ombros e nas costas.  Eles também carregam maçãs envenenadas.


Relvas da Perdição
Também conhecidos como Foidin Seachrain, esse tipo de fada é tão eficiente que o humano não percebe que encontrou com um até ser tarde demais. Sua aparência com moitas de grama e flores selvagens brotando de sua pele cor de solo pode facilmente fazer com que um humano pise neles. Isso não os machuca, mas os aborreçe profundamente causando uma grande reação mágica. A pessoa no instante se torna perdida e desorientada, mesmo que seja uma terra familiar. Ele faz com que a pessoa vagueie em círculos e o tira completamente do seu caminho, o deixando perdido. Esse encanto pode ser quebrado se a pessoa se virar ou esconder-se em seu casaco, apesar do feitiço poder durar por horas. Assobio também pode ajudar a quebrar o encantamento. Um súbito girar dos calcanhares ou até mesmo um enterro dos pés, pode apontar para a presença de um Foidin. Na Irlanda, pode haver uma ligação dessas criaturas com o Fear Gortach e a Grama Faminta. Estes são manchas de ervas daninhas na Irlanda que espalham doenças e desorientam os humanos, e alguns acreditam que isso é um mau fada, outros dizem que é apenas um humano enterrado naquele lugar.

Leprechaum
leprechaun03.gif ,  Size: 75.8 KB ,Resolution:798 x 837
Os Leprechaum são diminutos e estranhos homens pequeninos com um comportamento astuto. São famosos por realizar desejos, pois enterram ouro e sabem o paradeiro de outros tesouros. Eles são extremamente elegantes em seus trajes e são sapateiros por excelência, no entanto, seus talentos são um pouco inúteis, uma vez que eles apenas criarão um sapato, e não um par. O Leprechaum é inerentemente irlandês, mas pode seguir imigrantes humanos por todo o mundo.


Clauricaune
Também conhecidos como Clobhair Seann, o Clauricane se assemelha ao Leprechaum, e podem até serem de espécies iguais, diferentes apenas pelos hábitos e o habitat, e tem uma predileção em usar roupas com cores de ameixa, ao invés de verde. Estes pequeninos homens se tornam sentinelas das cavernas de vinho e cerveja. Aqui, eles manterão todas as garrafas e barris em ordem, evitando o vazamento e contaminação, e também expulsando intrusos. No entanto, eles tem uma grande predileção por bebidas, e se os donos não permitirem que os Clauricaunes entrem em sua adega, eles podem causar uma grande farra e desordem.

Brownie
Os Brownies são extreamente prodígios e temperamentais. Muitos possuem uma vasta gama de habilidades da casa, como ordenha, cozinhar, cuidar de bebês, dentre outras tarefas. São extremamente sensíveis e se ofendem rápido, e quando se sentem ofendidos ou explorados, eles nunca mais aparecem naquelas localidades novamente. As fêmeas (Maggy ou Peluda Meg Molach) são mais raramente vistas dos que os machos, que são muito paternais. Mamães Brownie vivem em chaminés e tem braços muito longos.

Phooka
Também conhecidos como Pucas, essas fadas operam em manadas, principalmente na Irlanda. São metamorfos e podem assumir a forma de cabras, porcos, macacos, cavalos, cães, morcegos e até mesmo águias. Uma Puca comum coloca sua vítima em suas costas e cavalga bruscamente até uma pilha de sujeiras, onde ela os deixa lá. Phookas também roubam, espalham doenças e abduzem crianças. Dizem que as Phookas de Ulster são as mais malévolas que se podem encontrar.
                              
Lunatisidhe
São os guardiões das árvores de abrunheiro, tem hábitos noturnos e adoradores da lua. Os Lunatishee odeiam os humanos pois estes cortam pedaços de suas árvores para fazer muletas, e adoram quando tem a oportunidade de espetar algum humano com os espinhos de suas árvores. Os Espíritos do Pilriteiro, conhecidos na Irlanda como Sidhe Og, podem tambem serem devotos da lua, e acredita-se que extremamente má sorte levar as flores do pilriteiro branco para casa.

Homem do Carvalho
Também conhecidos como Inifri Duir ou Bodachan na Croibhe Moire, são extremamente protetores de sua árvore, preferindo viver em carvalhos antigos e fortes. Se suas árvores forem podadas ou cortadas, eles podem procurar vingança.

Selkies
São seres que vestem peles de focas e são indistinguíveis entre elas. Podem ter relacionamentos com os humanos quando se despem de suas peles e se transformam em belas mulheres. Dessa união, dizem-se que nascem uma geração de pessoas com olhos e cabelos castanhos. (Eu descendo de Selkies, então). Se algum humano esconder ou prender a pele de determinada Selkie, tal ser não pode retornar para o mar. Podem viver toda uma vida terrestre, ter filhos, cuidar da casa, porém, sentem uma grande saudade de sua antiga vida marinha, e podem voltar quando quiserem. Elas tem uma grande simpatia, respeito e entendimento do mar. Tem uma aparência atrativa e só aparecem para aqueles que possuem a Segunda Visão (Clarividência).

Merrow
Os Merrows são distintos seres do mar irlandês. Os machos são descritos extremamente amigáveis, porém com uma aparência horrenda, e as fêmeas de beleza estonteante que se apaixonam por machos mortais.

Asray
São fadas às vezes encontradas na Escócia que são confinadas à água. Na luz do dia, elas ficam nas profundezas do mar, mas podem ser vistas da superfície ou nas noites iluminadas pela lua. São exclusivamente femininas e dotadas com uma estranha beleza. Alguns homens ficam com grande saudade quando vêem uma Asray, e tem o desejo de prendê-la. Se elas forem presas ou expostas a luz do sol, elas se transformam em poças de água. As Asrai podem ser vistas às vezes dançando na superfície do mar como vagas donzelas de brumas. O toque de uma Asray é suficiente para queimar ou enrugar a pele humana. As Asrai tem uma beleza delicada, quase transluzente, e são consideradas as brumas dançando na superfície do mar. Apesar de terem séculos de idade, permanecem com a beleza de jovens. Sua pele é pálida e às vezes apresentam tonalidades prateadas.

2 comentários:

  1. Fantástico e interessante!

    As Daoine Sidhes e os Phookas/Pucka são, incrivelmente, semelhantíssimos à outros seres mitológicos greco-romanos: As Fadas e os Sátiros.

    ^-^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim sim, acredito que sejam as mesmas "energias", porém, com nomes diferentes.. Como Manannan na Irlanda e Manawydan em Gales. Bênçãos

      Excluir